phellipef    Patrocínio, MG e Florianópolis, SC - XX em 08/03 - 23h19   
Amanhã a área de baixa pressão deve se formar frente ao litoral de SP e do PR e se deslocar lentamente na direção sul. Na terça a baixa ganha força em frente ao litoral de SC e pode se tornar uma depressão subtropical ou tropical. Na Quarta a depressão deve continuar a se deslocar de forma lenta em direção ao sul e se intensificar para tempestade subtropical ou tropical. Na quinta a tempestade deve manter sua intensidade e ficar frente ao litoral do norte do RS e sul de SC. Na sexta a baixa começa a perder força em frente ao litoral do RS e no sábado ela se afasta da costa e pode fazer transição para extratropical.

No Sudeste os efeitos causados por essa baixa serão sentidos nos estados do RJ, SP e MG. Há risco de temporais isolados e possibilidade de queda de granizo. Há risco de formação de trombas-d'água na costa de SP e RJ entre segunda e terça e o mar deve ficar agitado com risco de ressaca.

No Sul, os estados mais afetados serão SC e RS. No litoral do Paraná, o mar pode ficar muito agitado, trazendo alguns riscos para embarcações em alto-mar. Em Santa Catarina o risco de chuvas fortes para o leste do estado já começa amanhã, porém elas devem ser isoladas. O mar já deve ficar mais agitado e rajadas de vento acima de 50 km/h são possíveis de acordo com a Climaterra. Na terça e quarta, há risco de acumulados de chuva significativos no litoral de SC, podendo provocar enchentes e deslizamentos de terra. Há um pequeno risco de formação de trombas-d'água e o mar ficará muito agitado. As rajadas de vento podem passar dos 60 km/h em alguns locais. Na quinta a chuva e vento forte, devem afetar mais o sul do litoral de SC e na sexta o tempo deve começar a melhorar. No RS os efeitos dos ciclone devem ser mais sentidos entre quinta e sexta, com risco de chuvas e ventos fortes para o litoral norte do estado. O mar ficará muito agitado. No sábado o tempo deve começar a melhorar.

Lembrando que essa é uma previsão amadora, feita analisando modelos e por meio de discussões em fóruns amadores de meteorologia. Avisos meteorológicos oficiais no Brasil são emitidos apenas pelo CPTEC/INPE, Inmet e Marinha do Brasil, além de institutos como Climaterra, Metsul e Simepar. Durante essa semana, fique sempre de olho nos avisos da Climaterra e Metsul que são responsáveis pelo monitoramento em SC e RS e na Defesa civil de seu estado.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 15/03 - 01h49
Até o momento existem apenas informações da capital Porto Vila, onde foram confirmadas 8 mortes. Esse silêncio sobre a situação dos locais mais atingidos como leste da ilha de Éfaté, ilhas de Epi, Pentecostes, Ambrym, Erromango, Tanna e Aneityum é preocupante.

Ciclone se aproxima agora do Norte da Nova Zelândia, onde deve causar ventos fortes ( >100 km/h) e acumulados de chuvas superiores a 200 mm em alguns locais.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 14/03 - 02h03
PortVila, Vanuatu
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 14/03 - 02h03
RSMC-Nadi que é o responsável pelo monitoramento nesta área estimou a pressão mínima em 896 mbar, o que torna Pam o terceiro ciclone mais intenso desde o começo dos registros no Hemisfério Sul, perdendo para Zoe (890 mbar em 2002/2003) e Gafilo (895 mbar em 2004).

PortVila, Vanuatu
Link

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 13/03 - 15h44
Informações ainda não oficiais, informam que pelo menos 44 pessoas morreram na Província de Penama.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 13/03 - 15h07
Olho está chegando a ilha de Erromango.

Hora local: 05:00 de sábado (14)

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 13/03 - 13h13
Pam afetou a ilha de Epi e está saindo agora da ilha mais populosa de Éfaté. Pam é o segundo ciclone mais intenso já registrado no Pacífico Sul, perde apenas para Zoe na temporada 2002-2003.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 13/03 - 02h27
stação em Lamap, ficou por alguns momentos fora do ar, mas voltou a funcionar. Neste momento ventos sustentados em 102 km/h e pressão de 973 mbar.

Leste da ilha Ambrym e sul da ilha de Pentecostes, estão enfrentando a parte mais intensa do ciclone neste momento.

Dentro de cerca de uma hora, será a vez da Ilha de Epi e dentro de duas ou três horas será a vez da ilha mais populosa, a de Éfaté.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 13/03 - 00h36
Vanuatu Live Cams: [Ver site]
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 17h02
Pam se fortaleceu para categoria 5. O olho de Pam se encolheu consideravelmente nas últimas horas. Chuvas e ventos fortes foram registradas nas Ilhas Salomão e Santa Cruz, onde há relatos de até 495 mm de chuva em 24 horas. O ciclone já começou a afetar Vanuatu.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 15h23
Rajada de vento em Learmonth chegou a 180 km/h e a pressão mínima a 969.5 hPa.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 14h53
Olwyn está fazendo landfall neste momento como categoria 3 na escala australiana. A rajada de vento mais forte registrada até o momento foi em Learmonth, 170 km/h. Os acumulados de chuva, em alguns locais já supera 100 mm.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 04h20
MUNDO: Ciclone Pam enfrentou alguns problemas com o ar seco e o cisalhamento, mas apesar disso já é categoria 4 e pode chegar na 5 ainda hoje.

Nathan está bem próximo da costa australiana e causou fortes chuvas e ventos nas últimas 24 horas. A rajada de vento mais forte ocorreu em Cape Flattery, chegando a 72 km/h. O maior acumulado de chuva foi em Cooktown, que registrou mais de 100 mm de chuva. O ciclone deve começar a se afastar da costa hoje.

Olwyn está previsto para fazer landfall daqui menos de 12 horas como categoria 3 na escala australiana. Em Barrow Island já houve o registro de rajadas de vento de 109 km/h. Os acumulados de chuva, ainda não são significativos, o maior nas últimas 24 horas e de aproximadamente 45 mm.

Bavi se formou no Pacífico Oeste e pode afetar a Micronésia, Guam, Ilhas Marshall e Mariana do Norte como tempestade tropical.

phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 04h08
Cari se enfraqueceu para depressão subtropical.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 12/03 - 00h05
Depois de atingir o pico de intensidade entre a manhã e começo de tarde dessa quarta, Cari está rapidamente se enfraquecendo e já começou a se afastar da costa. Ainda existe a possibilidade de chuvas e ventos moderados no Litoral Norte gaúcho e leste de Santa Catarina nas próximas 24 horas. O mar também pode ficar agitado nestas duas áreas.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 11/03 - 17h06
Cari aparece no site da NOAA como tempestade tropical, porém temos que aguardar a saída da carta sinótica da Marinha, que ocorre durante noite/madrugada, para ver se eles concordam.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 11/03 - 02h08
MUNDO: Ciclone Pam começa a se intensificar de forma mais rápida, enquanto se dirige para Vanuatu. Todos os modelos seguem mostrando um ciclone muito intenso, podendo ser categoria 5 entre hoje e amanhã. Ciclone Nathan se formou e deve chegar bem próximo a costa australiana, porém depois retornar para o mar. A previsão atual, mostra o ciclone chegando até a categoria 3 no mínimo. Outro ciclone pode se formar amanhã e afetar a Austrália Ocidental na sexta. O próximo nome é Olwyn.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 11/03 - 01h42
Tempestade Subtropical Cari se formou frente a costa de Santa Catarina. O ciclone está causando inundações em alguns locais do Leste catarinense e no Nordeste gaúcho. Em várias cidades, o acumulado nas últimas 48 horas supera 100 mm. O ciclone também está ajudando a trazer chuvas para parte do Sudeste e Centro-Oeste. O pico de intensidade é previsto para ocorrer entre essa quarta e quinta. O mar deve ficar mais agitado e o risco de chuvas e ventos fortes para o Leste catarinense e no Nordeste gaúcho continua.
phellipef Patrocínio, MG e Florianópolis, SC-XX comentou em 10/03 - 14h39
Como era previsto, a baixa ganhou força e neste momento é uma depressão subtropical.
silva Ilha Comprida-SP comentou em 09/03 - 19h05
Tem um pouco de sensacionalismo,Alarde no ar quanto a esse Ciclone , agora estão dando nome antes de ocorrer , o Catarina deram nome depois . Institutos privados faz especulaçoes ..mas vamos aguardar , pois quem previu q o Catarina iria atingir o Cont , foi um Engenheiro Agronomo ..q trabalha no Climaterra













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade