Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Idy Schmitz      
Oi pessoal eu não posto nada até pq sou leiga mas tds os dias estou aqui abraços..


    2
masa      
Os astrofísicos de Clemson confirmaram que meteorito atingiu uma casa da Ilha de Pawley na Carolina do Sul, EUA, no dia 26 de setembro. Melanie Casselman percebeu que havia uma pedra caída ao lado da casa quando retornou do trabalho e acreditou que algumas crianças tivessem jogado pedras em suas janelas. Quando seu companheiro chegou, ele disse ter visto outra pedra semelhante no pátio dos fundos e deduziram que se tratasse de um meteorito, pois parte do telhado havia sido danificado. Procuraram os astrofísicos e eles confirmaram se tratar de um objeto vindo do espaço.
Link

masa comentou
foto do meteorito
masa comentou
foto do telhado da casa
Vania C. comentou
Olá Masa, obrigada por compartilhar. Quisera ter um fragmento desse!
Samuel plim comentou
será que, nenhuma câmera ao redor da casa deles registrou a queda?
Rejaine Monteiro comentou
Sempre que estou passeando em algum lugar aberto com muitas pedras, rochas e similares, fico imaginando como seria bacana encontrar um meteorito. Pena que nunca consegui encontrar (até pq nem se saberia reconhecer um rsrs!!)
masa comentou
Rejane, para reconhecer um meteorito tenha em mente duas coisas: eles pesam muito mais do que uma rocha comum e tem essa cor escura, pois queimam ao entrar na atmosfera terrestre.
Anônimo comentou
Meu sonho!!
Francisco Medeiros comentou
Eles tem a cor escura, mas e se ele estiver a muito tempo no chão? centenas de anos. Há alguns anos atrás eu encontrei uma pedra que parecia comum mas quando eu batia na mesma ela soava como se bate em um ferro , então pensei que não era normal pois as outras pedras não tinham essa carcteristica, deduzi que a parte de cima dela tinha sido material acumulado ao longo dos anos, então resolvi descascar ela e o resultado foi essa que ta na imagem aí , parece uma traça gigante , em dado momento me pareceu com uma ponta de arma primitiva , mas o objeto parecia tanto com ferro que eu tive que quebrar essa ponta do lado mais grosso pra ter certeza, e pra minha surpresa era pedra e no momento que eu quebrei uma ponta, a outra essa que tem o bico, se quebrou automaticamente, fique triste por ter quebrado minha pedra mas colei e guardei pra ver se um dia encontro alguém pra me dizer que tipo de pedra é essa.
Rejaine Monteiro comentou
Oi masa, tudo bem? Sim, andei pesquisando e li que uma das primeiras coisas a observar é o peso, bem como formato, cor, textura etc... Em relação ao peso é pq grande parte dos meteoritos possuem ferro em sua constituição, por isso pesam mais que rochas normais. Outra dica seria fazer o teste do imã: se o material não atrair um imã, há poucas chances de ser um meteorito (mas outros materiais terrestres tbm tem essa característica) Por fim existem vários outros testes, enfim.. Eu fico com os dois primeiros, que são mais fáceis de testar e se encontrar alguma suspeita, aí sim guardar e tirar a dúvida com os especialistas.
Rogcon comentou
Sudoeste da China semana passada...
Link



    3
Francisco Medeiros      
Ao contrário do Lee que nasceu e morreu no mar , furacão Nate tem uma rota sobre o continente norte americano.
Anônimo comentou
Acredito que não cumpra essa previsão da imagem, pois depois do landfall o ciclone tropical fecha o olho, devido ao atrito com o solo, e a velocidade do vento diminui naturalmente à medida que se desloca sobre a terra, devido às diferenças de fricção entre a água e a terra com a atmosfera. A imagem mostra o inverso, com a categoria do furacão aumentando conforme se desloca sobre os EUA. Na minha humilde opinião, ele desaparece antes de se aproximar do Tennesee, porém deixando um rastro de destruição nas imediações da costa. Confira no vídeo a seguir o que aconteceu com o poderoso Irma ao tocar a Flórida.
Link

Francisco Medeiros comentou
Eu também tinha pensado assim como voce de tanto ler os posts de Dione Moraes estou me sentindo um conhecedor desse fenômeno mas como esse site que eu tirei a informação diz lá com letras bem grandes, rastreamento de furacões para profissionais, resolvi compartilhar aqui. Seu comentário foi bom porque mostra que aqui no painel global temos informações de primeira qualidade.
Anônimo comentou
Pois é, Francisco! Um furacão precisa, basicamente, da água aquecida do mar. Mas isso não significa que não causará danos, pois as áreas próximas a costa sofrerão ventos fortíssimos embora o olho esteja sobre o mar.
Dione Moraes comentou
Boa noite Francisco Medeiros. Ainda atualizando post, pois Nate fez segundo Landfall em torno da meia-noite no Mississipi. Dados atualizados estão em: [Ver no Painel Global]



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade