Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Felipe Herdy      
Muito boa noite! Alguém poderia explicar o que seria anomalia magnética que atua no Brasil, o que isso ocorre se é perigoso o que isso pode causar nas pessoas e etc.
Renê comentou
Olá Felipe. A AMAS (Anomalia Magnética do Atlântico Sul ) é um efeito que o campo magnético sofre por conta do deslocamento do núcleo terrestre. Essa anomalia deslocou-se no sentido noroeste. Em torno de 1000 anos ela deslocou-se do sul da África e hoje encontra-se com seu epicentro bem em cima da América do Sul mais precisamente na região sudeste. Aparentemente não há perigo para as pessoas quando tratamos de levar em consideração as condições normais de radiação pois essa radiação é absorvida antes de chegar à superfície. No entanto como tenho algumas informações adicionais por ter contato com o principal pesquisador deste fenômeno, nós já tivemos alguns problemas relacionados a isto porém os mesmos não foram divulgados pelos meios de comunicação. Na ocorrência de uma CME de maior intensidade, este buraco no Campo magnético pode permitir que as cargas penetrem e causem algum tipo de problema em sistemas de comunicação, radares e elétricos. Isso já ocorreu anteriormente e muitas vezes foram atribuídos a descargas atmosférica mas posso garantir que faltaram com a verdade. Essas influências eletromagnéticas e magnéticas inserem frequências de 1Hz que são responsáveis pelos problemas nas linhas de energia, comunicações e outros equipamentos eletrônicos. O enfraquecimento do Campo Magnético é cíclico e a inversão de polaridade nos polos já é sabida pelos estudos das orientações das partículas de ferro expelidas por vulcões no decorrer dos milênios. Você poderá encontrar mais informações a respeito no Campus de Pesquisas Geofísicas Major Edsel de Freitas Coutinho. Espero que tenha esclarecido um pouco e vou me limitar a essas informações ok ? Muitos de nós radioamadores notaram a dificuldade nos contatos devido à propagação ionosférica ter tido alterações ao longo do tempo e a localização da AMAS e seus efeitos na ionização das camadas estão diretamente ligados. Abraços Renê
Márcia07 comentou
Renê, obrg pelos esclarecimentos! Assim como muitos, eu tbm tenho inúmeras dúvidas sobre esses assuntos, mas evito perguntar pois geralmente as respostas são irônicas, mal educadas (não exatamente nesse espaço),e vc foi suscinto, claro e respondeu de forma q leigos conseguem entender. Muuuito obrg mesmo e obrg tbm ao Rogério pelo espaço e ao Felipe q formulou a pergunta...fiquei pesquisando em vários lugares após ler a matéria da apolo11 e sua resposta foi a melhor até agora. Abs!
Edmundo comentou
Em 2007/2008 a AES Sul, empresa de energia elétrica do Rio Grande do Sul, fez uma pesquisa sobre 100 casos de interrupção no fornecimento de energia elétrica sem causa aparente ou lógica. 97 deles tinham uma relação direta com a Anomalia Magnética do Atlântico Sul.
Renê comentou
Boa tarde aos amigos ! Marcia obrigado por suas palavras, sempre que eu posso tento ajudar de alguma forma. Eu me limitei nos comentários até para poupar a pessoa de meu contato. Como citou o nosso caro Edmundo, a maior ocorrência de problemas no sistema de distribuição de energia são devidos a estas influências. Em um último relatório que eu verifiquei o índice era de 96%, veja que bate com os números da pesquisa feita pela AES Sul. Quem possui informações dessa magnitude tem também uma responsabilidade muito grande na divulgação das mesmas. Infelizmente nem todas as pessoas são conhecedoras do assunto e as vezes uma abordagem direta pode sim até levar algumas pessoas ao pânico e até servir de gancho para interpretações apocalípticas etc. Nós discutimos muito estas questões pelo rádio pois temos em nosso meio uma rede de comunicação de emergência chamada RENER ( Rede NAcional de Emergência de Radioamadores ) que foi colocada algumas vezes em funcionamento quando falharam todos os meios de comunicação, vide as catástrofes que assolaram Santa Catarina e a Região Serrana. Este Fenômeno é importante para as comunicações e para o abastecimento de energia, evidente que os governos e a mídia mantém estas ocorrências em sigilo a fim de não terem problemas. Em uma ocasião o operador do sistema quase deixou escapar mas o caso ficou nos raios que nunca caíram..rs. Felizmente nós temos acesso à informação e podemos nos aprimorar e contribuir para um melhor entendimento destas questões. As devidas considerações científicas sobre a AMAS já foram apresentadas aos comandos Militares responsáveis pelos CINDACTAS e etc. Eles estão cientes e bem mais preparados para as surpresas que antes já foram mais complicadas. Abs.
Maurício comentou
Obrigado pelas explicações Renê. Na época suspeitei que houvesse alguma relação mas não havia nenhuma informação que comprovasse tal teoria. Da mesma forma muitos tem a convicção de que haja uma interação entre o Sol, a posição dos planetas e os terremotos na terra, entretanto, talvez leve algum tempo para que isso possa ser comprovado.


    2
Vinicius JPDCL      
Bom dia! A partir de hoje +- 7 milhões de pessoas estão vivendo do "Volume morto" aqui em Sampa. Se eu não estiver errado em minhas contas (182.5 bilhões de litros dividido por 45 bilhões de consumo mensal = +- 4 meses) + (200 bilhões da sub reserva morta = +- 4,5 meses). Essa sub reserva deveria ser guardada para para ser utilizada em 2015. Caro Rogério, se repetisse o fim e começo de ano mais chuvoso da nossa história, quanto tempo nós aguentaríamos para o início da utilização da nossa 2ª reserva? Se não chover o esperado e for utilizado a 2ª reserva agora em outubro, existe ainda uma 3ª alternativa após o término das 2 reservas?
Administrador comentou
Olá Vinicius! Não entendi bem o que seria a segunda reserva. Já não a estamos utilizando? Quanto a terceira alternativa, seria o remanejamento da água do Alto-Tietê, que também está preocupando. Particularmente, acho que se tudo isso der errado será necessário transportar a água do Sistema Guarapiranga, mas não sei se existe essa possibilidade sem montar uma espécie de aquaduto sobre grandes avenidas. Para grandes problemas, acho que só com grandes soluções.
Vinicius JPDCL comentou
O volume morto na verdade tem 400 bilhões de litros de água. A princípio, a atual tubulação, não vai até a parte mais profunda da represa, portanto só pode retirar 182 bilhões de litros de água. Conforme entrevista que eu assisti do nosso governador, que alias a chama de 2ª cota. Pesquise na net por "2ª cota do Cantareira" Quanto a tubulação de água utilizando as ruas...seria o nosso "Muro de Berlim ou Israel"...made in Sampa! pois dividiria a cidade, tendo em vista que sendo na superfície, não teríamos como transpô-la com veículos.
Vinicius JPDCL comentou
Quando falo atual tubulação, quero dizer sobre essa engenhoca que fizerem para mexer no volume morto.
Vinicius JPDCL comentou
Ilustração.
Administrador comentou
Agora entendi Vinicius, obrigado! Quanto à tubulação, teria que ser como um Aqueduto romano, ou na versão mais Tupiniquim, os Arcos da Lapa!
Marcos Passetti comentou
boa noite amigos... na versão chuva as previsões indicam um atraso na chegada, consolidando por volta de novembro,podendo ficar abaixo da media novamente no verão...


    3
Marcão      
Boa Noite, á poucos instantes, estava em meu computador, com a mão apoiada na beira da mesa para usar o mouse, de repente senti a mesa trepidar e alguns ruídos na janela, pareceu-me um leve tremor, logo pensei em algum veículo pesado passando na rua, mas nada, tudo tranqüilo e sem movimento algum. Durou apenas uns 3 segundos. Antes que perguntem, o piso da minha sala é de alvenaria.
claudio aquino comentou
marcão já observou que tem 2 tremore na chile e um na placa escotia/ deve ser reflexo dos 3 acho.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade