Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Vania C.      
Não enviou qualquer texto... Que pena!
Anônimo comentou
Onde foi tirada esta foto?


    2
Vania C.      
Bom dia a todos! Desculpa Rogério ter enviado a foto sem um texto. Esse incendio foi ontem em Braga-Portugal. A foto foi tirada ontem da casa da minha prima.
Janeoliveira comentou
muitos mortos em incêndio em Portugal [Ver site]
Vania C. comentou
Obrigada Jane! Ela disse que em Braga está controlado. Ventava muito, o que favorece a intensidade dos grandes focos. Que sensacao de impotencia ver tudo sendo consumido pelo fogo :-(
Janeoliveira comentou
Vânia é muito triste !!!tantos anos para se ter as coisas ,levadas em poucos minutos


    3
Gabriel Silva      
Bom dia, segundo relato de alguns moradores houve um sismo no município de Chorozinho-CE, o sismo foi de 3.0 na escala. Segue o link da reportagem: [Ver site] Porém, segundo o site oficial do laboratório de sismologia da UFRN o sismo foi na cidade de Cascavel-CE, segue a noticia: [Ver site]
Khemet comentou
Sim, o tremor de 3.O foi no município de Chorozinho mas foi sentido em Pacajus, onde eu moro. Foi de manhãzinha cedo quando eu estava um pouco sonolenta e senti a cama tremer um pouco, mas pensei que fosse imaginação minha. Então eu vi no noticiário. E há relatos de que no bairro Banguê, que fica mais próximo do epicentro, foi o que mais sentiu o tremor. O Nordeste tem duas falhas geologicas das mais ativas. A suspeita é de que estejam situadas entre as cidades de Sobral, Cascavel, Pacajus ou até Fortaleza. O tremor de 8O, conhecido como "Terremoto de Pacajus", foi de 5.3 na escala Ritcher e danificou milhares de casas. A diferença entre um e outro é que o México está situado sobre 5 placas tectónicas, que mudam de posição e tamanho o tempo todo e resulta na constante movimentação e terremotos potentes e catastróficos!
Gabriel Silva comentou
As notícias aqui em Fortaleza chegaram muito vagas, obrigado pelo complemento. Vou assistir o jornal mais tarde para mais informações. Sobre a falha geológica do qual você está falando, eu estudei um pouco sobre ela por esta reportagem. A cidade do qual a matéria fala é a cidade do meu pai, ele sempre contava sobre esses abalos sísmicos ocorrentes lá. [Ver site]
Carlos Araujo comentou
Matéria da labSis da UFRN sobre este evento [Ver site]
Administrador comentou
O interessante é que não há registro na RSBR e no IAG-USP. Apenas na UFRN.
Khemet comentou
Corrigindo, foi em Cascavel-CE mesmo, porque em noticiários secundários as fontes não são confiáveis. Vou ter mais atenção da próxima vez :)
Carlos Araujo comentou
interessante que analisando o site da UNB obis.unb.br se verifica que tivemos em uma ano 280 registros de atividades de movimentos sísmicos no Brasil e nele tem todos os locais onde foram registados esses movimentos. ver site: [Ver site]
Administrador comentou
Esse sismo de 6.3 ocorreu no ano passado e foi no Peru.


    4
Henrique Kempner      
Cientistas observam pela 1ª vez fusão de estrelas de nêutrons... [Ver site]


    5
Picaroto      
Boa tarde. Gostaria de apresentar este link sobre o Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos. O enquadramento geodinâmico dos Açores, dominado pelo jogo das placas litosféricas Americana, Eurasiática e Africana, e a situação Atlântica do arquipélago, tantas vezes responsável pelo registo de condições meteorológicas adversas, tornam esta região portuguesa um extraordinário Laboratório Natural para o desenvolvimento e a promoção das Ciências da Terra e do Espaço. É neste contexto que se insere o Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR) da Universidade dos Açores, uma unidade pluridisciplinar de investigação cujas atividades se desenrolam em torno da prevenção e da previsão de desastres, catástrofes e calamidades naturais, privilegiando a cooperação técnica e científica, nacional e internacional, no domínio da Vulcanologia e dos fenómenos associados, incluindo erupções vulcânicas, sismos, explosões de vapor, emanações gasosas, poluição atmosférica e contaminação de aquíferos, movimentos de vertente, inundações, cheias e tsunamis, entre outros. [Ver site]
Loyola comentou
Vou repassar a um colega geólogo, pois ele trabalha sobre rochas vulcânicas da Bacia do Paraná. A pesquisa de vocês abrange também El Hierro?
Picaroto comentou
Amigo Loyola, este link apenas pesquisa o Arquipélago dos Açores.


    6
Dione Moraes      
BOLETIM DE ATIVIDADES NO ATLÂNTICO NORTE, DENTRO DA TEMPORADA DE 2017. FECHANDO MAIS UM CICLO. Acompanhamos o furacão Ofélia, desde a sua formação, como Tempestade Tropical, ate tornar-se um raro furacão categoria 3, no Atlântico oriental, o 10° da temporada, e o 6° maior furacão da temporada, e seguir em direção a Europa, passar pelos Arquipélagos. Açores e Madeira, e indo tão longe, que ficou fora da área do mapa de monitoramento do Centro Nacional de Furacões - NHC, até chegar a Irlanda e Reino Unido. Ofélia nos surpreendeu de muitas formas, e deixará sua marca ná temporada de furacões 2017. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO DE 16/10/2017 21:00 horas. Para governo irlandês, esta tempestade é a pior desde o furacão Debbie, que matou 11 pessoas na Irlanda em 1961. Ofélia também está sendo comparanda à Grande Tempestade de 1987, que castigou partes do Reino Unido com ventos de força de furacão, há exatamente 30 anos. Ofelua também provocou um fenômeno que chamou a atenção da população, por ser algo nunca visto. A força dos seus ventos trouxeram poeira do Saara e fumaça de incêndios florestais, toldando o céu de Londres e tornando o sol vermelho (imagem e vídeo) Devido à força da tempestade, 130 voos foram cancelados no Aeroporto de Dublin. Ofélia também provocou ondas de até10 metros de altura, e de acordo com a agência Associated Press, deixou três mortos, mas pela violência da tempestade, esse número pode aumentar. [Ver site]
Karina comentou
Dione, pelo que vi em site earth 2 sistemas com muita umidade estão a caminho da Irlanda. Será que teremos mais fenômenos extremos climáticas numa mesma semana? Posso estar falando bobagens, sou leiga.
Dione Moraes comentou
Bom dia Karina. Respondendo ao teu questionamento,, havia um sistema, ao leste das Bahamas, com alguma probabilidade de tornar-se um Ciclone, mas dissolveu-se, e o último prognóstico do NHC, é "não se espera formação de ciclones tropicais nas próximas 48 horas." Baseado naqueles dados, foram feitas previsões de possível tempestade, com ventos com força de furacão, que afetaram as Ilhas Britânicas e a Irlanda. A imagem de satélite do NHC comprova que a possibilidade de uma tempestade severa, não existe mais. Espero ter correspondido à tua expectativa. Abraço
Karina comentou
Bom dia Dione! Nada como falar com especialista. Fico aliviada em saber. Obrigada!
Dione Moraes comentou
Boa noite Karina. Como sempre faço, acompanho as conduções do tempo, atenta á novas atividades. A previsão anterior mencionava a formação do, sistema à partir das Bahamas. o que não se confirmou. Porém tanto o Modelo GFS como o ECMWF preveem a chegada de um forte ciclone com pressão mínima entre 960 a 975, e rajadas de vento entre 120 ê 130 Km/h. Embora o caminho e a intensidade exatas ainda estejam bastante incertas até agora, ambos os modelos indicam uma tempestade significativa sobre a Irlanda e o Reino Unido na sexta e sábado. Dependendo do caminho, o sistema pode afetar a costa da Bélgica, Holanda e noroeste da Alemanha também. Considerando que correntes futuras do modelo podem mudar significativamente, o sistema, entretanto será constantemente monitorado. Imagens de evolução da tempestade pelo Modelo GFS, do momento atual, 12, 24 e 48 horas.
Dione Moraes comentou
Para se ter uma ideia da força dos ventos deste sistema, previsto para atingir a Irlanda, vale lembrar o furacão Catarina, que atingiu o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, em 2004, cuja pressão mínima era de 972 Mb, ventos máximos sustentados de 109 MPh, ou 176 Km/h, e causou grande destruição nos dois estados. Este sistema tem pressão entre 960 e 975, o que significa um grande impacto devido a força dos ventos. Foram emitidos alertas laranja para Irland,a para a noite entre sexta e sábado, e amarelo para o sul da Inglaterra e país de Gales, para sábado, pela previsão de que os ventos talvez atinjam 120 Km/h, devido a ciclogênese explosiva. Imagem do furacão Catarina e do ciclone previsto pelo Modelo GFS.
Karina comentou
Bom dia, Dione eu estava monitorando esse sistema e espantada com o tamanho dele mas não estava certa se era verdade, esperava você dizer algo. Fiquei "viciada" em observar esses fenômenos, é paixão desde juventude. Muito obrigada por suas informações sempre tão completas. Abraço
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO DA TEMPESTADE OU CICLONE BRIAN, NO ATLÂNTICO NORTE CENTRAL. Continuando o monitoramento, os Modelos confirmam que a tempestade de ventos Brian, está a caminho de afetar a Irlanda e partes do Reino Unido, à partir do final de sexta-feira. O modelo GFS sugere picos de vento entre 120 e 130 Km/n no sul da Irlanda. Em mar aberto as rajadas de vento máximas provavelmente serão 150-160 km/h . Atualmente o sistema caiu 9 Mb, nas últimas 6 horas, em relação a pressão média do nível do mar central atualmente em 979 mb, e segue em direção a Irlanda. Alguns sugerem que este sistema é pior quê Ofelus, mas é improvável que isso ocorra. Será forte, sim, porém menos forte que os do Ofélia, mas com potencial de produzir ventos de tempestade, capazes de causar danos. Imagem de satélite do ciclone Brian.
Dione Moraes comentou
Imagens atualizadas 19:00, localização do sistema. Em cima hoje, em baixo amanhã (24 horas).
Dione Moraes comentou
Para o Met Office, un clima selvagem, causado por uma bomba meteorológica, sobre o Oceano Atlântico, pode causar inundações costeiras e afetar o transporte. Ondas violentas podem representar uma ameaça à vida e haverá condições bastante perigosas ao longo da orla marítima. A tempestade Brian foi nomeado pela MetEireann como a segunda tempestade da temporada, trazendo fortes ventos para a Irlanda e o Reino Unido entre sexta e sábado. Vídeos da Tempestade Brian. [Ver site] [Ver site]
Dione Moraes comentou
Ondas de mais de 9 metros são esperadas no mar, amanhã à noite, à Oeste e sudoeste da Irlanda e Reino Unido.
Dione Moraes comentou
Localização às 6,31 da Tempestade Brian.
Dione Moraes comentou
ATUALIZAÇÃO 20/10/2017tempestade Brian. Imagens de previsão pára às 18:00, 00:00 de sábado e 12:00 de sábado, para chegada na Irlanda e Reino Unido.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade