Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Alisson David      
Bom dia globais. Há muito tempo não venho escrever por aqui. Gostaria de perguntar ao ADM se existe algum canal onde posso encontrar as observações de ETA Carinae. É provavél que nos próximos dias ela dê um show no espaço. Estou aguardando este fenômeno há um ano. Dizem os especialistas que seu comportamento será muito observado. Gratidão
Alisson David comentou
Pra quem desejar buscar informações. Eta Carinae é uma estrela que pertence à constelação da Carina e que poderá, num futuro relativamente próximo, tornar-se numa supernova.
Administrador comentou
Olá Alisson, tudo bem? O fenômeno não será visível. Dê uma lida neste artigo, ainda está na capa do Apolo11. [Ver no Apolo11]


    2
Loyola      
Bom dia, lendo as postagens sobre tufões e furacões nesta época do ano, gostaria de fazer uma pergunta. Que condições atmosféricas precisariam acontecer no Brasil para estes fenômenos acontecessem por aqui? Ou as condicionantes são apenas relacionadas as correntes marinhas?
Tomasz comentou
A temperatura da superfície do mar influencia muito na formação e na evolução de um furacão. Ao mesmo tempo o suporte de umidade do oceano para a atmosfera também desempenha um papel enorme. Os furacões se formam devido a esses condicionantes e também devido a persistência de uma célula convectiva (instabilidade) em desenvolvimento. Nesse ponto, os fatores oceânicos e atmosféricos trabalham juntos para o início da vida de um furacão.
Tomasz comentou
Mas respondendo a sua pergunta: no Brasil precisaria ter ao longo da costa uma faixa enorme com temperaturas da superfície do mar (TSM) acima de 28°C. Esse é apenas o condicionante oceânico primário, uma vez que o suporte de umidade já é garantido. Mas então porque não se formam furacões na costa brasileira durante o verão? Bom, essa é uma pergunta interessante. Algumas respostas: a área de TSM >28°C não é grande o suficiente. O Oceano Atlântico Sul não é amplo o suficiente (se comparado ao Atlantico Norte) e isso pode impactar na forma com que as ondas de instabilidades originadas no equador se propagam por aqui. Enfim, há vários empecilhos pelo caminho. Porém, em 2004 o furacão Catarina nos pegou de surpresa, na forma de uma circulação desprendida de um vórtice ciclônico extratropical. Não gosto de ser pragmático quanto a furacões em áreas incomuns, até porque os estudos ainda estão aí pra nos mostrar coisas bizarras acontecendo a todo momento.


    3
Rejaine Monteiro      
Ola pessoal, tudo bem? Segue um vídeo sobre uma gigantesca cratera que surgiu de repente na Sibéria recentemente. Lembro de já ter visto alguns casos semelhantes antes (ex. na Guatelama, que aparentemente foi causado por erosão devido a exploração subterrânea para passagem de tubulações de água e esgoto) Já esse parece ter ocorrido em uma área mais isolada da civilização. Acho que ainda estão investigando o caso e a informação inicial é que se trata de um "repentino derretimento do solo feito de terra, gelo e rochas congeladas". Gostaria de entender melhor como e porque esses fenômenos ocorrem. Acho que não consigo enviar link para a matéria, mas segue o vídeo.
Rejaine Monteiro comentou
Em tempo, encontrei um artigo bem interessante a respeito e compartilho com vocês. Gostei bastante da foto tirada de satélite da região, que mostra como ocorrências desse tipo são bem comuns por lá. [Ver site]
Rejaine Monteiro comentou
A única coisa que me estranha nas fotos são esses montes de terra ao redor da cratera. Não entendo muito sobre solos, erosões, etc... Mas não consigo visualizar como essa terra toda foi movimentada dessa forma (dá a impressão de uma 'escavação'ou algo do tipo) Imagino que ela tenha se 'estufado' antes de desabar, poderia ser isso??
Rejaine Monteiro comentou
A título de curiosidade, compartilho também esse artigo que encontrei no Apolo11, sobre os maiores buracos artificiais do mundo. E curiosamente, um deles fica justamente na Sibéria. [Ver no Apolo11]
Meire comentou
Aos 37 min e 15 segundos deste vídeo mostra algo parecido.
impacto profundo comentou
muito interessante,realmente falaram muita coisa a respeito,mas realmente nada que considero verídico.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade