Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
Gonçalves      
Salve, Salve,Acho ate que demorou isso acontecer, antes tarde do que nunca,O prefeito de Manaus, Artur Neto, decretou situação de emergência na cidade em virtude da cheia no Rio Negro ainda pouco d acordo com os relatórios apresentados pela Defesa Civil do Município. O decreto deverá ser publicado nesta terça-feira (27) no Diário Oficial do município, mas já está disponível em versão eletrônica na noite desta segunda-feira (26).O nível do Rio Negro chegou a 29,19 metros. A previsão do Serviço Geológico do Brasil é que o rio suba mais 30 centímetros. Os bairros mais atingidos são Educandos, São Raimundo, São Jorge, Presidente Vargas e Bariri. Segundo a Prefeitura de Manaus A prefeitura de Manaus informou que foram construídas passarelas metálicas para acesso às áreas comerciais do centro de Manaus. Dessa forma, a cheia do rio “não atrapalha o andamento da cidade”, inclusive durante a Copa do Mundo. Apesar da situação, a prefeitura explica que se trata de uma situação com qual sabe como lidar. “A cheia não chega a comprometer, temos o expertise nessas situações”.A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), também, passa a ter acesso, mediante assinatura de um termo de aceite, ao Serviço Proteção em Situação de Calamidades Públicas e Emergenciais do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), regulamentado pela portaria MDS nº 90.É mas a situação não é só flores não.. hoje a tarde o bicho pegou lá no Centro de Manaus.Moradores do beco José Casimiro, na rua Luiz Antony, Aparecida, Zona Centro-Sul de Manaus, interditarem a rua, na tarde desta segunda-feira (26), tacando fogo em madeiras, com o intuito de chamar a atenção das autoridades. O protesto ocorreu por causa de situação que se desenrola há mais de um ano, onde a Defesa Civil do Município interditou as palafitas e o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) não retirou as pessoas do local.De acordo com a assessoria de imprensa da Defesa Civil do Município, a atribuição de retirar famílias não é do órgão, mas lembrou que uma equipe técnica foi ao local e constatou o risco em onze imóveis e a recomendação foi a saída imediata das pessoas. A situação foi repassada à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), que disse que as onze famílias já foram cadastradas para receber o aluguel social. O dinheiro deve estar disponível na terça-feira (27).
Gui bnu comentou
Segundo artigo publicado pelo pesquisador Phillip M. Fearnside, do INPA, as usinas no Rio Madeira teriam agravado os impactos da inundação do Rio Madeira, embora sozinhas não possam ser responsabilizadas por todos os estragos. [Ver site]
Gui bnu comentou
Em tempo: Sempre acompanho seus posts Gonçalves, são muito úteis, abrangentes e esclarecedores. Meu último post não trata do assunto especificamente, mas achei interessante e não quis abrir outro tópico. :)



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade