Dias   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |
16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 |


    1
masa      
Nevando há mais de dez minutos em Antonio Prado - rs. Tá fazendo três graus e o barulho da chuva nas telhas deu lugar ao silêncio da neve. Lindo e muito frio!
masa comentou
foto da neve
masa comentou
mais uma
masa comentou
mais uma...
masa comentou
e outra...
Lab comentou
Gostei muito das fotos.


    2
Klaus      
Bom dia...Uma erupção solar, hoje (27/agosto) foi observada nas primeiras hora da madrugada e que deu origem a uma CME, no entando devido a sua localização não deve ser geoefetiva, . [Ver no Apolo11]
Klaus comentou
Bom dia Rogerio...sobre a publicação das imagens do ISON obtidas pelo Hubble. Eu vi as imagens cheia de "traços" não me lembro bem onde foi e agora lendo o texto e vendo as imagens publicadas no Apolo ll ficou mais claro. O grande problema com as fotos divulgadas por ai é que geram polemicas desnecessarias que se tranformam em um "prato cheio" para sites, blogs e outras midias oportunistas e sensacionalistas. Em resumo, a publicação do Apolo ll é excelente e esclarecedora... [Ver no Apolo11]
Administrador comentou
Sim Klaus, essa imagem gerou bastante controvérsia e achamos melhor publicar algum esclarecimento. Obrigado!
Lab comentou
Klaus o Sol me deu uma rasteira eu esperava um aumento no índice KP no dia 24 e nada..para onde foi tudo aquilo?
Klaus comentou
Ola Lab...As previsões que a CME atingiria a Terra possui algums incertezas. Isto porque não existem rastreadores ao longo do percurso entre a Terra e o Sol que informem se CME está se dirigindo exatamente para a Terra. Na realidade, pela posição da CME se supõe que possa ou não atingir a Terra. Outro fator que deve ser considerado é referente à interação da CME com algum outro agente existente que eventualmente podem estar na direção de propagação da CME através do meio interplanetário. Caso a CME venha a interagir com o setor magnético da heliosfera, ou mesmo outra CME como ocorreu no caso específico dos eventos dos días 20 e 21, as observações no espaço próximo à Terra indicavam a possivel presença de dois disturbios, no percurso até a Terra e ai possivelmente pode haver alteração na CME de forma que esta não alcance a Terra ou altere sua condição original no que diz respeito prinvipalmente a velocidade, direção econfiguração do campo magnético. E tambem, não é necessario haver componente Bz sul quando a Terra é atingida por uma CME. Essa foi a informação que eu obtive por meio de e-mail que o Dr. Jose Roberto Cecatto, astrofísico do INPE gentilmente me enviou...OK
Lab comentou
Obrigado Klaus ficou bem explicado.
Rejaine Monteiro comentou
Ola pessoal. Vcs viram que o índice KP=5 nesse momento? Klaus, pelo visto essa CME não foi tão inofensiva. Aguardando os comentários...
Klaus comentou
Reajaine...Tambem não estou entendendo...!?! Depois de uma semana ?...Foram duas CME ! Vou dar uma olhada com mais atenção.. e ve o que tu descobre...OK
Lab comentou
Acabei de ver o traço vermelho no índice KP, parece que atrasou mas chegou, como o Klaus disse na explicação também a velocidade.
Rejaine Monteiro comentou
No SpaceWather.com há a informação (numa tradução livre) de que os campos magnéticos no hemisfério norte do sol se abriram, criando um buraco na atmosfera do sol e que este campo magnético é inclinação sul hoje (27 de agosto) e que essa condição condição, muitas vezes, prepara o palco para polares tempestades geomagnéticas. Estaria isso provocando então esse aumento no índice KP e não a CME (ou ambos)? Deixo para os mais experts analisarem.
Klaus comentou
Rejaine, esse buraco coronal (CH 285) ta produzindo um fluxo de ventos solares que possivelmente vai chegar aqui entre os dias 29 e 31 de agosto.... Existe outra possibilidade: altereção na velocidade, direção da CME...pode ser...!!! Se não houver outra alternativa, vamos por exclusão, Não houve nehuma CME significativa dirigida a Terra nos ultimos tres ou quatro dias.
Rejaine Monteiro comentou
Verdade Klaus (inclusive no texto do spaceweather tbm dizia isso sobre esse fluxo solar, eu quem comi 'mosca' rsrs) Como vc disse, tá esquisito esse índice subir só agora depois de uma semana das duas CMEs, mas entendo muito pouco sobre o sol para palpitar... Deixo a bola com vcs e continuo acompanhando as notícias (e aprendendo) Vlw
Klaus comentou
O NOAA tá classificando como G1 na escala de tempestades geomagnéticas. A area de impacto, principalmente em direção aos pólos, isto é, 60° de Latitude.
everton dos santos comentou
As Auroras Austrais estão dando um show nessa noite. [Ver site]
Klaus comentou
Oi Everton... as pessoas não falam muito em Auroras Austrais embora elas ocorram do mesmo jeito e eu lembrei de um fato. Como voce obviamente sabe, as Auroras tambem acontecem em outros planetas como Saturno, por exemplo. A imagem ao lado mostra uma aurora em Júpiter, feita pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA em 1998. É só um pequeno registro...OK
Dione Moraes comentou
Fantástico Everton, fantástico....
Rejaine Monteiro comentou
Realmente, imagens muito bacanas das auroras austrais!


    3
Aline      
Boa Tarde!! E hoje depois de 30 anos Nevou no Deserto do Atacama que é uma das regiões mai secas do Mundo. A preocupação das autoridades é que a chuva e a neve transbordem os rios... [Ver site]
Danica comentou
Aline, essa informação não confere. Neve por lá não é incomum. O que esta sendo dito é que é foi a mais intensa dos últimos 30 anos.
Danica comentou
Ops! Faltou o "tão" antes do incomum.
Klaus comentou
Oi Danica...Aline...No deserto de Atacama o índice pluviometrico não chega de 130 mm por ano ! A cordilheira dos Andes torna-se um barreira que não permite a entrada de umidade que vem do Oceano Atlantico e da amazonia, dai esse fato quase incomum. São as chuvas nessa região que são extremamente raras tem lugares no Atacama que não chove a centenas de anos...
jvcastro comentou
É apenas um exemplo de péssimo jornalismo. Nevou num local específico e divulga-se que o deserto do Atacama está coberto de neve. É como se nevasse no alto das Agulhas Negras (o que acontece de vez em quando) e se dissesse que o Rio de Janeiro está coberto de neve. É uma pena, pois o fato por si só já é de se chamar a atenção. A média anual de chuvas em San Pedro de Atacama, local do fato, é de 35 mm. Ou seja, chove muito pouco, mas chove.
Danica comentou
Olha Aline, como disse o colega abaixo vai depender do lugar... A última de modo geral eu acredito que tenha sido em 2011. Em São Pedro sei que em 2007 teve um pouco de neve. Eu sou louca com o Chile de modo geral e pesquisei um pouco ano passado sobre o país para determinar algumas viagens. Foi nesta época que fiquei até surpresa em ver alguns relatos de "neve" no deserto.


    4
Paschoal      
Boa noite amigos, por gentileza alguém saberia dizer a última vez que nevou no Atacama? Grato.
jvcastro comentou
Boa noite Paschoal. O Deserto do Atacama é muito amplo e sua pergunta é meio difícil. Na maior parte a precipitação de neve é inexistente, mas perto da cordilheira dos Andes é comum. Especificamente em San Pedro do Atacama, parece que não nevava há 30 anos. Veja bem, se você tivesse perguntado qual foi a última vez que nevou no Rio de Janeiro, a resposta seria em 2006 e, talvez, em 2012. Há também um registro de forte nevasca em 1985. Mas num local, na serra de Itatiaia, onde ninguém vive. Sendo que a área do Deserto do Atacama é maior que a do Estado do Rio de Janeiro.
Danica comentou
Respondi no local errado. Vou copiar. Olha Paschoal, como disse o colega abaixo vai depender do lugar... A última de modo geral eu acredito que tenha sido em 2011. Em São Pedro sei que em 2007 teve um pouco de neve. Eu sou louca com o Chile de modo geral e pesquisei um pouco ano passado sobre o país para determinar algumas viagens. Foi nesta época que fiquei até surpresa em ver alguns relatos de "neve" no deserto
Astroman comentou
O site abc.es tem imagens e diz que o fato não ocorria há 30 anos.
Astroman comentou
O soychile.cl fala a mesma coisa, tendo a localidade de San Pedro de Atacama como referência.
jvcastro comentou
Mais uma vez, todos podem (ou não) estar certo. A Comuna (Município) de San Pedro de Atacama tem uma área um pouco maior do que o Estado do Sergipe, indo desde a Cordilheira dos Andes, onde a neve é comum, até zonas no deserto profundo. Como o uso do idioma espanhol costuma ser mais literal, nestes casos, acredito que os sites citados, quando falam em San Pedro de Atacama, se refiram à concentração urbana (povoado) de aproximadamente 5 mil habitantes. Se quisessem referir-se a toda a área da comuna, usariam o termo comuna, arredores ou outro que o valha. Mas isso é apenas uma especulação.
Astroman comentou
O título da notícia no Terra TV do Chile é a seguinte: "Nieva en el desierto de Atacama después de 30 años". Se eles dizem isso, é isso.
Danica comentou
Pois é Jvcastro. A informação que postei de neve por lá em 2006/2007 eu confirmei com amigos que lá foram nesta época. Procurei em sites chilenos mas não estou muito boa nas minhas buscas. Acabei achando sim uma "confirmação" em um site de viagens/expedições daqui. Porém, creio que a informação deve ser relativa as áreas propensas como vc mesmo disse. O "turista" tem uma visão diferente do local nessas situações.
jvcastro comentou
Com todo o respeito Astroman. O maior motivo que eu tenho para esse debate é a forma como se divulgam as notícias. Neste caso a chamada é algo como: "Neva no Deserto do Atacama" ou "Deserto do Atacama coberto de neve". Quando você lê ou ouve a notícia verifica que se refere a um local específico. De qualquer maneira, a intensidade, e localidade onde ocorreu o fenômeno é tão sensacional quanto a neve em Guarapuava neste ano. Na verdade o fenômeno ocorrido no Paraná pode ter sido mais inusitado ainda, pois parece que aconteceu numa área bem mais ampla.
Astroman comentou
Achei um vídeo de 2001. Procure por "Hyper- arid Atacama desert hit by snow". As definições da área devem ser diferentes para a BBC e para os locais. Eu acho interessante o debate, tanto que não parei de pesquisar alguma notícia que corrobora-se a informação anterior ou a invalidasse. Você está certo. Não tenho a pretensão de estar certo. Sempre pesquiso para confirmar algo e não tenho problemas em "quebrar a cara". Vou pesquisar mais para ver se acho mais alguma coisa. O que fica claro é que a definição de "Atacama" pode variar.
Astroman comentou
O vídeo é de 2011 ao invés de 2001 como abaixo.
jvcastro comentou
Danica, esse é o ponto. Existem pontos de vista diferentes sobre um mesmo fato. E quando um fato é inusitado, parte da imprensa aborda de forma sensacionalista e imprecisa.
Astroman comentou
Danica, achei um video de 2006. O autor postou em 2011 que estava nevando novamente e que a última vez havia sido há 5 anos. Me parece que foi numa região muito restrita. Para os chilenos falarem que não ocorria há 30 anos deve ser pela extensão de área em que ocorreu agora. Talvez não seja tão incomum em altitudes maiores na região porém, que seja um fenômeno mais raro em altitudes menores. Teria que pesquisar mais para confirmar esta afirmação.
Astroman comentou
Vídeo citado abaixo:
Astroman comentou
Outro vídeo, este de 2010. Há um comentário estranhando o fato de ter nevado por 3 anos seguidos.
jvcastro comentou
Veja que Copiapó fica a 540 km ao sul de San Pedro de Atacama, em linha reta.
Astroman comentou
Pois é...


    5
Paschoal      
Desculpem abri um novo post, mas o assunto se refere ao post 235.


    6
Dione Moraes      
Boa noite globais! SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA - Estação de tratamento de água de Novo Hamburgo – COMUSA, suspendeu a captação devido a cheia do Rio dos Sinos. A chuva forte e prolongada dos últimos dias, além de enchentes, agravada pelo transbordamento do Arroio Pampa, inundou a Estação de Captação de água. Os motores tiveram que ser retirados e se o nível do Rio continuar subindo, pois há muita água por descer, desde a nascente, é provável que fiquemos sem água até segunda-feira, 2 de setembro. Pelo que me consta, esta é a primeira vez que a Estação de captação da COMUSA é inundada. Caminhões pipa com água fornecida pela SEMAE, de São Leopoldo, estão distribuindo água pela comunidade, e abastecendo situações emergenciais como, Hospitais, Postos de Saúde, Creches, Asilos, etc.... Estamos buscando água de poços artesianos em casa de amigos para suprir nossas necessidades, assim como outras pessoas que podem contar com este auxílio. Na foto, motores sendo retirados Fonte: Jornal NH.



Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021
Política de Privacidade