Quarta-feira, 18 set 2019 - 12h10
Por Maria Clara Machado

Fato raro: Furacão Humberto deve atravessar a Bermuda nesta noite

Furacões raramente tocam o solo das Bermudas, no oceano Atlântico, mas Humberto deve atravessar a região, com categoria 3 na escala de ventos Saffir-Simpson, ainda durante esta quarta-feira.

Imagem do satélite GOES mostra o furacão Humberto, o segundo mais forte do Atlântico desta temporada. Crédito: NOAA
Imagem de satélite GOES mostra o furacão Humberto, o segundo mais forte do Atlântico desta temporada. Crédito: NOAA

O furacão Humberto veio ganhando força desde o início da semana, quando se formou e ainda era uma tormenta de categoria 1. Nesta quarta-feira, o olho do furacão se encontra a apenas 390 km da ilha de Bermuda, no arquipélago das Bermudas, com ventos máximos sustentados de 185 km/h, de acordo com o boletim do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, divulgado durante a manhã.

A velocidade do furacão aumentou e é de 26 km/h e continua seguindo com direção leste-nordeste.

A previsão é de o núcleo de Humberto passe pelo noroeste e norte das Bermudas entre a tarde e noite desta quarta-feira, alerta o NHC. Um aviso de furacão para Bermuda está vigor e Humberto deve continuar poderoso, na categoria 3, pelo menos até o início da quinta-feira. Segundo os meteorologistas, desta vez vai muito próximo, a menos de 160 km e pode tocar o solo.

Assim, os ventos do furacão Humberto deverão atingir de forma perigosa o arquipélago entre hoje e amanhã. São esperadas chuvas fortes de até 150 mm e grandes swells podem aumentar ao longo de toda costa das Bermudas entre a noite de hoje e esta quinta-feira, podendo causar inundações, principalmente nas praias do sul da região.

Imagem do satélite GOES o furacão Humberto, ao largo da costa sudeste dos Estados Unidos e a depressão tropical Imelda, sobre a costa do Texas. Crédito: NOAA.
Imagem do satélite GOES o furacão Humberto, ao largo da costa sudeste dos Estados Unidos e a depressão tropical Imelda, sobre a costa do Texas. Crédito: NOAA.

Bahamas e EUA
Embora Humberto, esteja bem mais afastado das Bahamas e da costa sudeste dos Estados Unidos, o furacão também causa grande agitação marítima e ondas altas no noroeste das Bahamas e entre o centro-leste da Flórida e a Carolina do Norte, com ameaça à vida.

Curiosidade
Furacões não entram nas Bermudas com frequência. A região é tão pequena, que em geral os furacões se aproximam, mas não tocam efetivamente o solo. No último século, apenas 21 furacões passaram ao largo da região. O último a tocar terra firme no país foi o furacão Gonzalo em 2014.





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019