Quinta-feira, 12 set 2019 - 12h58
Por Maria Clara Machado

Ventos ainda sopram fortes na Serra do Tabuleiro após grande incêndio

O fogo foi controlado no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, na Grande Florianópolis (SC) na manhã desta quinta-feira, dia 11, depois de dois dias exaustivos de combate ao incêndio florestal. A situação ainda é de atenção por conta dos ventos que continuam intensos.

Imagem aérea da grande queimada que consumiu mil hectares de vegetação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (SC) nos últimos dias: Crédito: Corpo de Bombeiros de Santa Catarina.
Imagem aérea da grande queimada que consumiu mil hectares de vegetação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (SC) nos últimos dias: Crédito: Twitter Corpo de Bombeiros de Santa Catarina.

Mil campos de futebol queimados
Segundo o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), o incêndio se espalhou rapidamente impulsionado pelos ventos fortes e destruiu aproximadamente o equivalente a mil campos de futebol desde a última terça-feira, dia 10. Um novo balanço deve ser divulgado pela Polícia Militar Ambiental ainda nesta quinta-feira.

Pelo menos 30 oficiais da Polícia Militar Ambiental, 70 bombeiros e até voluntários trabalharam exaustivamente no combate ao fogo. Um trabalho difícil, segundo os agentes, pois o fogo chegou a uma região de mata fechada. Inclusive a área de visitantes do parque foi atingida.

O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro tem 84 mil hectares e é a maior unidade de conservação ambiental de Santa Catarina. A região se estende por oito municípios: Florianópolis, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, São Bonifácio, Palhoça, Paulo Lopes, Garopaba e Imaruí.

Animais em extinção podem ter sido seriamente afetados pela queimada. Antas, capivaras, roedores, gatos do mato podem estar entre os animais, numa primeira avaliação.

Veja imagens aéreas do grande incêndio que consumiu parte da vegetação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro divulgadas pelo Youtube:

Ventos fortes ainda preocupam
A principal preocupação neste momento é com o vento que pode iniciar novos focos de incêndio na região. O monitoramento na região segue constante, segundo informações dos bombeiros nesta manhã. Ainda de acordo com a corporação, a suspeita é de que o incêndio tenha sido criminoso, por causa da quantidade de focos e da rapidez com que o fogo se espalhou.





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019