Klaus    Santos - SP em 25/10 - 06h20   
A Nova região de manchas solares 1882, produziu uma erupção solar classe M2.9 moderada às 03:02 UTC de hoje, sexta-feira.

Alisson David Passos-MG comentou em 25/10 - 18h21
Nossa, eu falei sobre isso hoje 0.o
Meire Ruiz Santos/SP-SP comentou em 25/10 - 18h19
Uau!!
Raphael Cozzi Rio de Janeiro-RJ comentou em 25/10 - 14h01
Olha ai, Alisson David !
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 13h14
E lá vem outra explosão na 1882: Uma poderosa X2.1!!!! Quanto tempo!
Danica Vitória-ES comentou em 25/10 - 13h14
Boa tarde a todos os globais.

Outra atividade: X2.1 na mancha AR11882 as 14:55UTC.

Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 11h42
Olá Klaus, precisaria pesquisar mas não deixa de ser interessante!

Ianner, os raios-gama também são absorvidos nas camadas mais elevadas e não chegam à superfície. A não ser que seja uma explosão cataclísmica, com emissões absurdas. Por isso que é preciso enviar satélites ou balões muito alto para estudá-los.

Klaus Santos-SP comentou em 25/10 - 11h08
Rogerio nesses dados que tu mostrou ai sobre a potencia em watts, não tem como saber o tempo, ou tem ? Em caso afirmativo poderiamos saber o valor em joule, e como 1 Joule = 1 kg m² / s² teoricamente poderiamos saber a quantidade de massa que foi transformada em energia...É só pra complicar um pouquinho....OK
M. Ianner Araçatuba-XX comentou em 25/10 - 10h48
Bom Dia

Rogério, pelas informações que eu tinha, os raios X e além deles, muito mais preocupante os raios gama, são bloqueados até certo ponto, dependendo da intensidade de suas emissão. Realmente não sei se isto incluiria este tipo de evento mas depois de um certo nível e pela repetição de eventos sginificativos em curto espaço de tempo sempre deve passar alguma coisa pelo bloqueio, o que torna a possibilidade bem preocupante sobretudo pelo raios Gama. Estou errado?

Klaus Santos-SP comentou em 25/10 - 09h04
O que impressiona tambem foi o pico de fluxo solar de aproximadamente 610 sfu.
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 08h47
Se meus cálculos estão certos, um flare classe X1 entrega em uma área do tamanho do Brasil nada menos que 800 megaWatts. Área do Brasil = 8×10^12 de metros quadrados. Um flare X1= 10^-4 watts por metro quadrado. (8×10^12) * (10^-4) = 800.000.000 watts. Me corrijam se estiver errado!
Klaus Santos-SP comentou em 25/10 - 08h40
A nova região 1882 ja produziu um classe M2 e agora esse classe X1.7
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 08h26
Os raios-x não atingem a superfície da Terra, pois são bloqueados na alta atmosfera. Imagine uma área do tamanho do Brasil, com 8 milhões de km quadrados, sendo atingida por um flare penetrante de raios-x de 10^-4 Watt por metro quadrado!
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 08h22
Esta última é bem mais forte. O gráfico está em Watts por metro quadrado.
Loyola Curitiba-PR comentou em 25/10 - 08h17
Como entendo quase nada deste assunto, em comparação com aquela noticiada na terça feira pela Apolo11, qual a mais forte?
Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 08h11
Novo alerta emitido pelo PGCast: [Ver site]
KarlSteg Ijui-RS comentou em 25/10 - 07h31
fonte NOAA - Alerts Issued in October 2013

[Ver site]

KarlSteg Ijui-RS comentou em 25/10 - 07h23
X 1,7 as 8hs UT.

Está esquentando..

Quando foi a última classe X ?

Administrador São Paulo-SP comentou em 25/10 - 07h17
Olá Bom dia! Parece que tivemos um Classe-x agora pouco. O Sol deu uma acordada!













Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2019
Política de Privacidade