Segunda-feira, 14 fev 2022 - 12h09
Por Maria Clara Machado

Ciclone tropical Dumako será a terceira tormenta a atingir Madagascar em um mês

A temporada atual de ciclones tropicais tem sido bastante destrutiva em particular na ilha de Madagascar e no sudeste da África continental com três tormentas formadas na sequência sobre as águas do Índico. Desde o final de janeiro, a região já foi impactada pelos ciclones Ana e Batsirai e agora se prepara para receber o novo ciclone batizado de Dumako.

Imagem de satélite mostra o ciclone tropical Dumako ao leste de Madagascar dia 14 de fevereiro. Este será o terceiro ciclone a atingir a ilha em menos de um mês. Crédito: JTWC/SATOPS
Imagem de satélite mostra o ciclone tropical Dumako ao leste de Madagascar dia 14 de fevereiro. Este será o terceiro ciclone a atingir a ilha em menos de um mês. Crédito: JTWC/SATOPS


O ciclone tropical Dumako, é o terceiro a se formar ao leste de Madagascar em menos de um mês, onde a superfície da água do mar está em 27°C, facilitando a evolução das tormentas.
De acordo com o Joint Typhoon Warning Center (JTWC), Dumako produz ventos máximos sustentados de 92 km/h nesta segunda-feira, dia 14, e ao contrário do Batsirai, não deve ter intenso fortalecimento.

A previsão do JTWC é de que Dumako atinja o norte Madagascar amanhã e avance pela região na quarta-feira, dia 16. Os ventos iniciais serão moderados a fortes próximos a 70 km/h. Madagascar está em atenção, pois já foi fortemente impactada pelos ciclones tropicais Ana e Batsirai nas últimas semanas.

Trajetória prevista para o ciclone tropical Dumako nos próximos dias. Crédito: JTWC
Trajetória prevista para o ciclone tropical Dumako nos próximos dias. Crédito: JTWC

Dupla Ana e Batsirai já deixou mais de 170 mortos em Madagascar
Agências internacionais atualizaram o número de vítimas fatais em Madagascar pela passagem do ciclone Batsirai há uma semana. O número de mortos chegou a 120 na sexta-feira, dia 11.
A região sudeste da ilha africana foi a mais castigada por Batsirai. O balanço das autoridades é de 30 mil desabrigados e mais de 120 mil pessoas com moradias danificadas ou destruídas, a maioria construções de madeira.

O ciclone tropical Batsirai chegou a categoria 4 ao leste de Madagascar e atingiu a ilha em 4 de fevereiro. Crédito: NASA
O ciclone tropical Batsirai chegou a categoria 4 ao leste de Madagascar e atingiu a ilha em 4 de fevereiro. Crédito: NASA

Batsirai impactou Madagascar apenas duas semanas depois da chegada de outro ciclone tropical, Ana, que fez o país declarar estado de calamidade. Ana já tinha sido avassaladora deixando um saldo de 55 mortos e cerca de 130 mil pessoas desalojadas no norte de Madagascar.

O ciclone Ana ganhou força sobre as águas do oceano Índico e atravessou Madagascar no fim de semana do dia 22 de janeiro provocando inundações generalizadas e deslizamentos de terra, conseguindo chegar ainda a Moçambique e a Malawi, na África continental também fazendo dezenas de vítimas.

Batsirai surgiu na sequência e teve uma poderosa evolução atingindo a categoria 4, na escala de ventos Saffir-Simpson, impactando Madagascar no dia 4 de fevereiro.

Madagascar é uma região vulnerável que vem enfrentando uma grave escassez prolongada de alimentos resultante de uma seca severa de 2021 que castiga principalmente o sul do país. Batsirai agravou a situação, pois arrastou lavouras de arroz, frutas e hortaliças que entravam na época de colheita.

As equipes e voluntários da Cruz Vermelha em Madagascar continuam em alerta máximo e intensificam os esforços neste momento para atender de forma emergencial as famílias atingidas pelos ciclones da nova temporada.

Acompanhe aqui em tempo real os ciclones tropicais ativos ao redor do globo!

Acesse também:

Ciclone Batsirai varre aldeias inteiras em Madagascar duas semanas após Ana



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2022