Terça-feira, 29 jun 2021 - 16h48
Por Maria Clara Machado

Frio de congelar e neve no Sul do Brasil

A combinação de muita umidade e o forte ar polar que está sobre o Sul do Brasil resultou em neve pela primeira vez neste inverno de 2021. Já foram dois dias seguidos em que cidades serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina registraram o fenômeno. Os termômetros ficaram negativos em diversas localidades do Sul.

Nevou em Gramado na manhã desta terça-feira, 29 de junho. Crédito: Imagem divulgada pela Prefeitura de Gramado.
Nevou em Gramado na manhã desta terça-feira, 29 de junho. Crédito: Imagem divulgada pela Prefeitura de Gramado.

Cidades como Gramado, Caxias do Sul e Flores da Cunha, na serra gaúcha, relataram neve na manhã desta terça-feira pela primeira vez no ano. Ontem a neve foi observada por poucos minutos no município de São José dos Ausentes (RS) e veio mais evidente em São Joaquim (SC).

Também foi relatado e as imagens divulgadas em redes sociais confirmam o evento de chuva congelada em São Joaquim e sincelo em Urupema, ambas na serra catarinense.

As estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) registraram temperaturas negativas de -7,5°C em Bom Jardim da Serra e em Urubici neste dia 29 de junho. Vacaria (RS) teve -1,6°C, Cambará do Sul -1,2°C, Lagoa Vermelha e Erechim -1°C e ainda General Carneiro (PR) -3,9°C e Clevelândia (PR) -2°C.

Esse ar polar intenso ainda pode favorecer a queda de neve nas serras gaúcha e catarinense durante a terça-feira, afirma a meteorologia.

Veja algumas imagens desta terça-feira:

Alguns flocos de neve registrados por morador de Caxias do Sul (RS). Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @rdgdvc
Alguns flocos de neve registrados por morador de Caxias do Sul (RS). Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @rdgdvc

As Serra do Corvo Branco e Serra do Rio do Rastro ficaram fechadas para o trânsito nesta terça-feira, por conta do congelamento das pistas. Crédito: Imagem divulgada pela Polícia Rodoviária Estadual e no twitter @lucasneves sc
As Serra do Corvo Branco e Serra do Rio do Rastro ficaram fechadas para o trânsito nesta terça-feira, por conta do congelamento das pistas. Crédito: Imagem divulgada pela Polícia Rodoviária Estadual e no twitter @lucasneves_sc

Formação de sincelo em Urupema (SC) nesta terça-feira, dia 29. Crédito: Foto Marleno Muniz/Imagem divulgada pelo twitter @cirosalla
Formação de sincelo em Urupema (SC) nesta terça-feira, dia 29. Crédito: Foto Marleno Muniz/Imagem divulgada pelo twitter @cirosalla


Diferenças entre neve, chuva congelada e sincelo
A neve e a chuva congelada caem do céu. É preciso condições especiais de alta umidade e temperaturas muito baixas para nevar no Sul do Brasil. É mais comum o fenômeno acontecer nas áreas mais altas, nas serras gaúcha e catarinense.

A neve é a precipitação de cristais de gelo formados pelo congelamento do vapor d’ água, suspensos dentro da nuvem onde a temperatura está inferior a zero grau e que caem em forma de flocos brancos.

Já a chuva congelada ocorre quando a precipitação cai da nuvem na forma de gelo, mas não pode ser confundido com granizo porque é um estágio de transição entre a chuva e a neve. A chuva congelada pode ser o estágio que antecede a neve antes de atingir a forma mais comum em flocos. Está associada aos dias frios.

O sincelo já é diferente pois ele não cai do céu. O fenômeno resulta do congelamento de um denso nevoeiro, ou a neblina como é popularmente chamada, sobre a superfície das árvores e da vegetação. A paisagem fica branquinha coberta por uma camada de gelo e muitas vezes até lembra a neve, mas são formações diferentes.

Acesse também:

Marinha do Brasil está com avisos em vigor da tempestade subtropical Raoni



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021