Segunda-feira, 25 out 2021 - 16h57
Por Maria Clara Machado

Furacão Rick toca o solo do estado mexicano de Guerrero e chuva pesada continua

O furacão Rick tocou o solo da costa oeste do México, na altura do estado de Guerrero, no início desta segunda-feira, dia 25, levando chuvas fortes para a região. A tormenta perdeu um pouco de força ao avançar pelo interior e foi rebaixada para uma tempestade tropical, mas ainda há alertas em vigor.

Imagem de satélite mostra o furacão Rick chegando ao estado de Guerrero, no México, nesta manhã. A tormenta só deve perder força de vez na terça-feira. Crédito: NOAA
Imagem de satélite mostra o furacão Rick chegando ao estado de Guerrero, no México, nesta manhã. A tormenta só deve perder força de vez na terça-feira. Crédito: NOAA

Ouça o podcast La Niña volta pela segunda vez no ano! O que pode acontecer?

Rick chegou ao México pela cidade de La Unión de Isidoro Montes de Oca, no litoral de Guerrero, quase na divisa com Michoacán, por volta das 5 horas, horário local. O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) informou que os ventos ultrapassaram os 140 km/h.

Partes dos estados de Guerrero e de Michoacán permanecem com chuva pesada e ameaça de inundações mesmo com o enfraquecimento de Rick, alerta o NHC.

A Comissão Nacional de Água do México (CONAGUA) também emitiu alerta para a elevação dos níveis dos rios e córregos com possíveis inundações nas áreas baixas.

Hoje, todas as aulas da área costeira de Guerrero ficaram suspensas e abrigos foram abertos em Guerrero e em Michoacán, além de áreas costeiras de Colima, Jalisco e Nayarit.

Os ventos máximos sustentados diminuíram para 95 km/h e existe a tendência de um enfraquecimento contínuo da tempestade sobre o terreno montanhoso do sul do México durante esta noite e a terça-feira.

Trajeto estimado para a tempestade Rick nos próximos dias. Crédito: NHC
Trajeto estimado para a tempestade Rick nos próximos dias. Crédito: NHC

O furacão Rick começou a ganhar força sobre as águas do Pacífico no fim de semana, já próximo à costa do México, mas um rápido enfraquecimento era esperado assim que tocasse o solo. Até o momento, não houve relatos de vítimas ou feridos com a chegada da tormenta.

Acesse também:

Furacão Pamela toca o solo na costa oeste mexicana com ventos de 120 km/h



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021