Segunda-feira, 20 jul 2020 - 16h40
Por Maria Clara Machado

Nuvem de gafanhotos move-se para Entre Ríos e está mais perto do Brasil

A nuvem de gafanhotos andou sobre território argentino e migrou da província de Corrientes, onde estava praticamente parada há pouco mais de três semanas, para a província de Entre Ríos. Ainda não se sabe a localização exata, mas estima-se que os milhares de gafanhotos estejam a cerca de três quilômetros a leste de San José de Feliciano, agora mais perto da fronteira com o Brasil.

Gafanhotos em território argentino. Nuvem migrou para a província de Entre Ríos e pode avançar para o Brasil ainda esta semana. Crédito: Divulgação SENASA
Gafanhotos em território argentino. Nuvem migrou para a província de Entre Ríos e pode avançar para o Brasil ainda esta semana. Crédito: Divulgação SENASA

Desta forma, a grande nuvem de gafanhotos percorreu pelo menos 33 quilômetros em direção ao sul da Argentina no período de dois dias.

Calor favoreceu o deslocamento dos insetos
O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (SENASA) confirmou hoje em nota, que os gafanhotos avançaram ontem para a província de Entre Ríos e que o clima quente favoreceu o deslocamento da praga. San José Feliciano fica no extremo norte de Entre Ríos e, portanto, a menos de 200 quilômetros da fronteira com o Rio Grande do Sul.

A chuva e o frio observados na Argentina e no Sul do Brasil nas últimas semanas diminuíram o temor do avanço da nuvem de gafanhotos. Porém, o tempo voltou a ficar mais estável e o calor retornou com força nesta segunda quinzena de julho favorecendo novamente o deslocamento dos gafanhotos.

Há várias semanas, as equipes da SENASA, estavam realizando um trabalho com a população de Entre Ríos diante da probabilidade da entrada da nuvem de gafanhotos na província. O alerta permanece no sul de Corrientes, pois ainda há possibilidade da população de gafanhotos ficarem na região. Outra projeção é que a nuvem avance para o Rio Grande do Sul já nos próximos dias.

Outra nuvem é monitorada no Paraguai
Além disso, o Serviço Nacional de Sanidade Vegetal do Paraguai (SENAVE) emitiu um alerta sobre a detecção de uma nova nuvem de gafanhotos no Departamento de Boquerón, no norte do país. A nuvem move-se em direção ao sul do Paraguai e por esta razão, um novo alerta já foi declarado para as províncias de Formosa e Salta, neste começo de semana.

Os gafanhotos não representam uma ameaça direta ao ser humano, mas quando em bando, são capazes de destruir plantações inteiras em pouco tempo.



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021