Segunda-feira, 30 mar 2020 - 10h51
Por Maria Clara Machado

Satélite Copernicus revela queda da poluição em toda a Europa

Novos dados adquiridos pelo satélite Copernicus Sentinel-5P da Agência Espacial Europeia (ESA) confirmam a forte redução nas concentrações de dióxido de nitrogênio em várias áreas da Europa. Como já vinha sendo observado primeiramente na China e no norte da Itália, agora as imagens revelam com clareza transformações sobre a França, Espanha e Portugal, resultado do isolamento e das paralisações por conta do avanço do novo coronavírus.

Dados adquiridos pelo satélite Copernicus Sentinel-5P mostram a concentração de dióxido de nitrogênio (NO2) sobre a França em março de 2019 e em março de 2020. Crédito: ESA.
Dados adquiridos pelo satélite Copernicus Sentinel-5P mostram a concentração de dióxido de nitrogênio (NO2) sobre a França em março de 2019 e em março de 2020. Crédito: ESA.

As observações feitas pelo satélite Copernicus Sentinel-5P comparam a situação sobre regiões da França em março de 2019 e em março de 2020.

A alta concentração de dióxido de nitrogênio (NO2) aparece em vermelho sobre o norte da França, especialmente perto de Paris, em áreas próximas a Lyon e Marseille em março de 2019. Veja acima como as manchas em vermelho diminuem e são mais claras sobre as mesmas regiões em março de 2020, indicando a forte queda nas concentrações de dióxido de nitrogênio neste mês.

Concentração de dióxido de nitrogênio sobre a Espanha e Portugal em março de 2019. Crédito: ESA.
Concentração de dióxido de nitrogênio sobre a Espanha e Portugal em março de 2019. Crédito: ESA.

A forte queda nos níveis de dióxido de nitrogênio aparece com clareza em áreas como Madri, Barcelona, Lisboa e Porto. Crédito: ESA.
A forte queda nos níveis de dióxido de nitrogênio aparece com clareza em áreas como Madri, Barcelona, Lisboa e Porto. Crédito: ESA.

A mesma comparação é possível ser feita em mapeamentos sobre a Espanha, e Portugal, revelando a diminuição de poluição em cidades como Madri, Barcelona, Lisboa e Porto.

Comparação da concentração de dióxido de nitrogênio sobre a Itália entre março de 2019 e março de 2020. Crédito: ESA.
Comparação da concentração de dióxido de nitrogênio sobre a Itália entre março de 2019 e março de 2020. Crédito: ESA.


Sobre a Itália, mais uma vez os dados adquiridos pelo Copernicus Sentinel-5P confirmam a queda acentuada da concentração de NO2 sobre o norte do país, principalmente na região de Milão, e em cidades como Roma e Nápoles.

Todos os dados foram adquiridos entre 14 e 25 de março durante extensa paralisação nessas áreas comparadas a média mensal de concentração de NO2 do mês de março de 2019.

O especialista Henk Real, do Royal Netherlands Meteorological Institute (KNMI), explica que o dióxido de nitrogênio varia dia a dia e que o clima também precisa ser analisado. Neste caso, a observação foi feita por 10 dias. “A variabilidade meteorológica foi parcialmente média e começamos ver o impacto da mudança na Europa devido à atividade humana”.

Henk comenta que para uma análise mais detalhada modelos de química atmosférica são levados em conta. Esses estudos começaram, mas levarão algum tempo para serem concluídos.

Outros países do norte da Europa estão sendo monitorados, incluindo a Holanda e o Reino Unido. Novas medições a partir desta semana devem ajudar a avaliar as alterações no dióxido de nitrogênio no noroeste da Europa.

Josef Aschbacher, diretor de observação da Terra da ESA, afirma com entusiasmo que “a cooperação entre a ESA e a KNMI a longo prazo é muito valiosa e mostra a importância de análises complementares de diferentes organizações parceiras. O satélite Copernicus Sentinel-5P é o melhor satélite equipado para monitorar as concentrações de dióxido de nitrogênio em escala global.”

Acompanhe os primeiros mapeamentos realizados pelo Copernicus Sentinel-5P indicando a grande redução de NO2 sobre a China e a Itália durante o surto do novo coronavírus:



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021