Quarta-feira, 18 ago 2021 - 11h10
Por Maria Clara Machado

Sul da França é a região mais recente da Europa afetada pelos incêndios florestais

O calor está impulsionando incêndios florestais no departamento de Var, no sul da França, onde os bombeiros combatem o fogo desde segunda-feira. Milhares de pessoas precisaram ser evacuadas da região turística de Saint-Tropez. A forte onda de calor que se espalhou pela Bacia do Mediterrâneo nas últimas semanas já ajudou a deflagrar graves incêndios florestais pela Turquia, Grécia, Itália, Espanha e Argélia.

Imagem de satélite revela a fumaça que se espalha próxima a região turística de Sanit-Tropez, na Costa Azul, sul da França. O país é o mais recente da Bacia do Mediterrâneo a ser atingido pela onda de calor e os incêndios. Crédito: Sentinel-2/Copernicus/ESA
Imagem de satélite revela a fumaça que se espalha próxima a região turística de Sanit-Tropez, na Costa Azul, sul da França. O país é o mais recente da Bacia do Mediterrâneo a ser atingido pela onda de calor e os incêndios. Crédito: Sentinel-2/Copernicus/ESA

Milhares são evacuados da região de Saint-Tropez
O fogo e as chamas que se espalham pelo sul da França chegaram às colinas perto da cidade de Saint-Tropez, na Costa Azul e já fizeram uma vítima fatal e cerca de vinte feridos pela inalação da fumaça.

Cerca de 7 mil pessoas, incluindo turistas, precisaram ser retiradas das imediações de Saint-Tropez e levadas para centros de acolhimento, de acordo com informações da prefeitura do departamento de Var.

Metade da reserva natural da planície de Maures, que abriga a tartaruga mediterrânea, foi devastada com alguns animais encontrados sem vida. “Uma catástrofe’, segundo descreveu a Agência Francesa de Biodiversidade.

A situação começa a ser controlada, mas há preocupação com o surgimento de novos focos em razão das condições desfavoráveis do tempo. Foram 1200 homens mobilizados com a ajuda de aviões no combate ao maior incêndio desde verão no país até agora.

O incêndio começou próximo a autoestrada A57 na última segunda-feira e se alastrou rapidamente impulsionado principalmente pelos ventos fortes e pelas altas temperaturas consumindo 5 mil hectares de terreno até o momento.

A onda de calor deste verão está trazendo temperaturas recordes para o sul da Europa e novamente levanta a discussão sobre os eventos causados pelo aquecimento global e as mudanças climáticas e consequentemente a preparação dos países para enfrentar situações extremas.

Acesse também:

Novo balanço das autoridades indica 70 vítimas fatais em enchentes no norte da Turquia

Onda de calor apelidada de Lúcifer faz temperatura atingir quase 49°C na Itália



Procure no Painel


Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2021